Santa Cruz/RN 0x3 Treze


Com a presença maciça da torcida alvinegra, O Treze fez valer a vantagem conquistada no jogo de ida e ampliou nas quatro linhas do Iberezão. Vencendo o Santa Cruz/RN na tarde deste domingo (02) pelo placar de 3 a 0. O Galo da Borborema está classificado às quartas-de-final do Campeonato Brasileiro da Série D.


Em um jogo de 180 minutos, dividido em dois tempos de 90, o Treze foi 100% nesta fase, vencendo o Santa Cruz/RN nas duas partidas. No jogo e ida o placar terminou em 3x1 no jogo de volta em 3 a 0. Com este resultado, o Treze garante mais uma etapa que disputará com o Santa Cruz/PE.


Etapa Inicial

Nos cinco primeiros minutos lances lá e cá. As equipes demonstraram um jogo bem equilibrado e sem dar chances ao favoritismo, em busca do resultado.

Aos 6, Roberto lançou boa bola para Cléo que ganhou velocidade e mandou  direto no ângulo, mas o atacante foi interceptado pelo goleiro Genivaldo, que chegou a tempo de impedir o primeiro do time visitante. No contra-ataque Maurício Pantera chutou na rede, mas estava impedido.

Aos 10 minutos Maurício pantera outra vez chegava com perigo à meta do goleiro Lopes, só que o assistente já marcava outro impedimento. Na dividida Maurício acabou se machucando, nada que comprometesse a integridade física do atleta que logo se recuperou.

O jogo seguia bem movimentado quando aos 21 minutos, em uma jogada trabalhada, após o cruzamento despretensioso, a bola sobrou para Ferreira que se livrou da marcação e cara a cara com o goleiro bateu sem chances para Genivaldo. Santa Cruz 0x1 Treze.

Aos 28, Paulo Moroni faz a primeira substituição troca Flavinho por Hendrich. Enquanto o Treze permanece com a mesma formação. Na sequencia, Flávio Carvalho de frente pro gol, teve a oportunidade me marcar, mas acabou perdendo a bola.

Aos 35, Rogerinho em uma jogada individual já havia se livrado de três marcadores quando Cenedesi acabou atingindo o jogador, lance que foi duvidoso quanto a ser pênalti, que não foi assinalado pelo Árbitro central, marcando apenas falta perigosa contra a meta do arqueiro Lopes.

Na seqüência, Rogerinho cobrou a falta que acabou ficando na barreira. No rebote, Maurício Pantera chutou muito longe da meta alvinegra, deixando para tiro de meta.

O jogo seguiu acirrado até o término do primeiro tempo.

Etapa Complementar

Logo no início, Adalberto acabou cometendo falta sobre o atacante Cléo e recebeu o primeiro cartão amarelo para a equipe tricolor. Aos 5 minutos, Chapinha faz falta e recebe o segundo amarelo, depois vermelho, sendo expulso da partida.

Com um homem a menos o Treze seguia em busca de ampliar o placar. No Santa Cruz, outra substituição sai Rafinha para a entrada de Gabriel. Aos 8 minutos, Cléo em uma jogada individual fica frente a frente com o goleiro Genivaldo. O atacante arrisca, mas Genivaldo agasalha.

Aos 15, Hendrich faz tabelinha com Flávio Carvalho, mas não consegue finalizar.

Aos 24, Cléo em um belo lance individual, se livrou de dois marcadores e mandou com vontade ao gol. A bola bateu na trave e voltou pra ele que finalizou outra vez, sem sucesso.

O Galo insistia em marcar mais um. Aos 28, em uma jogada que nasceu com o atacante Cléo o passe sobrou para Doda que sem pestanejar mandou para os fundos da rede marcando um golaço para delírio da torcida presente na praça de esportes. Santa Cruz 0x2 Treze

Mesmo perdendo por 2 a 0, o Santa Cruz insistia em não facilitar e manter uma partida disputada e emocionante.

Aos 40, Marcelo Vilar troca Cléo Por Manú que depois de um longo período em recuperação fez sua estreia no Campeonato.

Em decisão sempre cabe mais um, aos 44, Danilo Gomes trabalhou a bola e deixou para Vavá que recebeu o lance ainda na linha divisória, se livrou dos marcadores e bateu pro gol, Genivaldo deu rebote e desta vez Vavá finalizou. Placar final: Santa Cruz 0 x 3 Treze.


FICHA TÉCNICA
SANTA CRUZ X TREZE
Campeonato Brasileiro da Série D/Oitavas-de-final
Estádio Iberezão em Santa Cruz
Árbitro: Mairon Frederico dos Reis Novais (MA)
Assistente 01: Sandro do Nascimento Medeiros (MA)
Assistente 02: Sergio Henrique Campelo Gomes (MA)
Quarto Árbitro: Reginaldo Gomes da Silva (RN)
Assessor: Milton Otaviano dos Santos (RN)
Cartões amarelos: Anderson e Cenedesi (Treze), Adalberto (Santa Cruz)
Cartões Vermelhos: Chapinha (Treze)

SANTA CRUZ
Genivaldo, Rafinha (Gabriel), Pantera, Adalberto, Rogerinho; Flavinho (Hendrich), Hércules, Robson, Didi Potiguar; Maurício Pantera (Alberto) e Flávio Carvalho. Técnico: Paulo Moroni.

TREZE
Lopes, Ferreira, Anderson, Cenedesi, Célico; Fábio Oliveira, Roberto, Doda (Danilo Gomes), Chapinha; Cléo (Manú) e Warley (Vavá). Técnico Marcelo Vilar.




Fonte: Agora Esportes


3 comentários:

  1. treze rumo a serie c

    ResponderExcluir
  2. O TREZE É O MELHOR DO NORDESTE, RUMO A SERIE C

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que o Santa Cruz alugou a série D.Encontrou o seu lugar mesmo.

    ResponderExcluir

- Não exagere nos comentários, zoações são permitidas, comentários racistas, xenófobos, preconceituosos serão deletados.

Mural